Triunfo dominador de Jan Kopecký no Rali Barum Zlín

Jan Kopecký selou ontem a vitória no Rali Barum Zlín, ronda checa do Europeu de Ralis (ERC). Desde cedo que o piloto liderou a prova, dominada por pil...

Jan Kopecký selou ontem a vitória no Rali Barum Zlín, ronda checa do Europeu de Ralis (ERC). Desde cedo que o piloto liderou a prova, dominada por pilotos da casa, e ganhou com mais de meio minuto de vantagem.

Ontem, no derradeiro dia, existiram mais seis classificativas – duplas passagens nos troços de Bunč, Maják e Pindula. Na primeira parte do domingo, Kopecký (Agrotec Skoda Rally Team) não conseguiu qualquer vitória em classificativa – essas foram de Dominik Stříteský (ACA Skoda Vančík Motorsport), Filip Mareš (Entry Engineering ATT Investments/Skoda) e de Ken Torn (Plon RT/Ford).

Depois de Václav Pech (EuroOil Team/Skoda) se despistar na PEC 8 – a primeira de ontem – Kopecký ficou com mais de meio minuto de avanço e, embora cedesse terreno gradualmente, nunca ficou com menos de 30 segundos de margem. A PEC 11 fez-se com tempos nominais para os pilotos da frente depois de ter de ser neutralizada devido a acidente.

Simon Wagner (Eurosol Racing Team Hungary/Skoda) ditou o ritmo da PEC 12 e, apesar de ter perdido algum terreno para a oposição nesse troço, Kopecký chegou confortável à Power Stage. Essa foi ganha por Adam Březík (Samohýl Skoda Team), que superou Norbert Herczig (Team MRF Tyres/Skoda) por 3,1s.  Wagner foi terceiro a 11,4s, seguindo-se Kopecký e Tom Kristensson (Kowax 2BRally/Hyundai).
Contas feitas, Kopecký ganhou o rali 37,6s na frente de Mareš, sendo Wagner a fechar o pódio numa disputa pelo segundo lugar que durou até ao fim – ficou a apenas 1,7s de Mareš. Erik Cais (ACA Skoda Vančík Motorsport) e Stříteský completaram o lote dos cinco primeiros.

O resumo do rali

Créditos: @World/ Red Bull Content Pool

Kopecký abriu o Rali Barum Zlín na frente depois de vencer a super-especial Zlín. A prova foi sempre dominada por checos – que chegaram a monopolizar o top cinco – mas alguns destacaram-se em particular – Kopecký, Pech, Cais e Stříteský. Březík e Mareš também foram presença constante na luta pelos lugares de pódio.

No dia de sábado, Pech esteve no topo até ser destronado por Kopecký na PEC 6, mas foi na classificativa seguinte que o #4 começou a distanciar-se de forma mais significativa. No domingo, depois de Pech se atrasar irremediavelmente na PEC 8, Kopecký ficou com quase 40 segundos de vantagem sobre Cais. Este, por seu turno, não teve argumentos para suster alguns dos rivais atrás de si. Wagner foi um dos protagonistas do derradeiro dia, para ultrapassar Cais e Stříteský chegando ao terceiro posto final.

O austríaco Foi o melhor não checo – «honra» que numa fase inicial pertenceu a Miklós Csomós (GR Motorsport Kft./Skoda) – e não esteve longe do segundo posto de Mareš, mas também ficou com Cais por perto – ele que só garantiu o quarto posto final ao superar Stříteský na Power Stage de encerramento.

Efrén Llarena (Team MRF Tyres/Skoda) sagrou-se campeão antes mesmo do rali – cortesia da desistência de Simone Tempestini da inscrição. Porém, as comemorações foram tudo, menos boas. Um forte acidente afastou-o de prova logo na PEC 3 e deixou a sua co-piloto Sara Fernández no hospital – sem risco de vida.

Top dez final:

Etiquetas:
Artigos Relacionados