Stefano Domenicali acredita que pelotão da F1 irá ganhar equilíbrio nos próximos anos

Com novos regulamentos introduzidos em 2022, a Fórmula 1 esperava ter um pelotão consideravelmente mais equilibrado do que em anos anteriores. No enta...

Com novos regulamentos introduzidos em 2022, a Fórmula 1 esperava ter um pelotão consideravelmente mais equilibrado do que em anos anteriores. No entanto, continuam a existir equipas claramente superiores – neste caso a Ferrari e sobretudo a Red Bull que lidera os campeonatos destacada. Ainda assim, o presidente e diretor-executivo da categoria rainha, Stefano Domenicali, mantém-se convicto de que as regras atuais irão proporcionar maior equilíbrio no futuro.

Citado pelo site Motorsport.com em declarações à imprensa italiana, o dirigente começou por revelar que apesar do desnível na luta pelo título todos os GP até ao fim da época esgotaram: ‘É claro que um campeonato com estas distâncias entre o primeiro e o segundo não proporcionará o final que vimos no ano passado. Mas, apesar disto, já esgotámos os Grandes Prémios restantes no calendário’.

Domenicali prosseguiu: ‘Acredito que de um ponto de vista técnico é importante entender o quão rapidamente certas margens de rendimento podem ser fechadas e este é um dos pontos em que os regulamentos foram baseados. Também precisamos de ver quanto do rendimento dos carros foi influenciado pelos regulamentos e quanto se deveu a problemas de fiabilidade ou de gestão. É preciso uma boa análise para entender o que criou a grande distância entre os líderes e o resto’.

Dito isto, o italiano vincou a sua confiança de que, nos anos vindouros, a F1 assistirá a um pelotão mais renhido: ‘Se olharmos para a classificação como um todo, vemos que atrás dos líderes há lutas mais renhidas do que no passado. Quero dar uma interpretação positiva. Acredito que nos próximos anos os regulamentos irão levar a uma redução ainda maior da distância que atualmente existe entre os líderes e o resto’.

Etiquetas:
Artigos Relacionados