Revuelto é o primeiro híbrido plug-in da Lamborghini e chega com 1015 cv

Por Redacção, há 2 meses em Destaques , Novidades

A Lamborgini deu finalmente a conhecer o sucessor do Aventador, trata-se do Revuelto, o primeiro híbrido plug-in da marca de Sant'Agata Bolognese, e o mais potente de sempre.

O Revuelto está equipado com um motor V12, aspirado, de 6,5 litros com 825 cv de potência a 9.250 rpm e um binário máximo de 725 Nm às 6750 rpm, combinado com três motores elétricos cada um com 110 kW de potência, dois instalados no eixo dianteiro, e o terceiro no eixo traseiro, com um binário máximo de 150 Nm, o que permite ao novo Lamborghini debitar uma potência total de 1015 cv.

O novo superdesportivo, híbrido plug.in, acelera de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos, menos 0,3 segundos que o Aventador, e é capaz de alcançar uma velocidade máxima de mais de 350 km/h.

A potência é transmitida às quatro rodas através de uma transmissão automática de oito velocidades e dupla embraiagem, que segundo a Lamborghini está localizada atrás do motor V12 e é mais rápida e leve do que a caixa de sete velocidades que equipa o Huracán.

A Lamborghini fez saber que o Revuelto é o primeiro High Performance Electrified Vehicle - HPEV: um superdesportivo híbrido plug-in equipado com uma bateria leve de íões de lítio de alta potência, com uma capacidade total de 3,8 kWh, que está alojada no túnel de transmissão na seção central do chassi.

O novo Lamborghini Revulto estreia ainda uma nova linguagem visual da marca italiana que tem por base um novo conceito de chassi, inspirado na aeronáutica, de 'monofuselagem', que a marca diz que representa um avanço significativo em relação ao Aventador em termos de dinâmica, rigidez torcional, e condução.

Esta ‘monofuselagem’ é 10% mais leve que o chassi que do Aventador, pesando 20% menos apenas na frente. Para além disso, a rigidez torcional também foi aumentada em 25%, garantindo as melhores capacidades dinâmicas da categoria.

Para além disso, o Revuelto é o primeiro superdesportivo a ser equipado com uma estrutura frontal 100% fibra de carbono, que também é usada para garantir um nível de absorção de energia significativamente maior.

Já o chassi traseiro é produzido em alumínio de alta resistência e apresenta duas importantes fundições ocas na área da cúpula traseira, que a Lamborghini diz reduzir ainda mais o peso, bem como o número de linhas de soldadura, reforçando ainda a rigidez.  Desta forma, o Revuelto apresenta um peso seco de 1.772 kg, 222 kg a mais que o Aventador Ultimae, e a sua relação peso/potência é de 1,77 kg/cv. 

Nota ainda para a assinatura luminosa em forma de ‘Y’ que definem também o design interior do novo modelo, com destaque para a consola central.

Já o interior do Revuelto é igualmente marcado por um painel de instrumentos com um ecrã de 12,3 polegadas, um sistema de infoentrenimento com um ecrã de 9,4 polegadas, a que se junta um ecrã localizado em frente ao passageiro de 9,1 polegadas.

A marca italiana fez saber que a informação disponível nos três ecrãs pode ser transferida entre eles, o que permite ao passageiro acompanhar as prestações dinâmicas do Revuelto, ou ter no seu ecrã os comandos da climatização ou navegação.

A Lamborghini revelou que o novo modelo estreia três novos modos de condução dedicados: Recharge, Hybrid e Performance, a serem combinados com os modos Città (City), Strada, Sport e Corsa, selecionáveis ​​através dos dois botões que rodam e que estão localizados no volante redesenhado e é inspirado no mundo das corridas e na experiência do Essenza SCV12, permitindo assim um total de 13 configurações dinâmicas que destacam as diferentes personalidades e o potencial dinâmico do Revuelto, dependendo da situação e do tipo de estrada, ou pista, na qual é conduzido.

Os três novos modos de condução, relacionados com o fato o Revuelto ser um superdesportivo híbrido plug-in, e por isso permitem a gestão dos motores elétricos. Desta forma, o modo Recharge permite que bateria seja recarregada pelo motor a combustão em movimento e em apenas seis minutos. Já o modo Hybrid, equilibra consumo e o desempenho, enquanto o modo Performance, deixa que o condutor possa tirar partido de toda a potência do novo superdesportivo.

Já o modo Città, ou City, destina-se a uma condução em cidade, em modo 100% elétrico, ou seja, sem emissões e em modo económico já que a potência máxima neste modo é limitada a 180 cv, ou seja ou seja, cerca de 18% da potência total.

Para além disso, o volante conta ainda com mais dois botões que permitem controlar o sistema de elevação do Revuelto, bem como a inclinação da asa traseira, que muda de posição de acordo com o modo de condução e dinâmica, ou pode ser alterada manualmente pelo condutor de acordo com suas preferências.

Em matéria de aerodinâmica, a Lamborghini revelou que a nova abordagem de design permitiu ao Revuelto aumentar a carga aerodinâmica dianteira em 33% e a carga traseira em 74% em comparação com o Aventador Ultimae (sob condições de carga máxima).

A marca de Sant'Agata Bolognese lembrou que o Revuelto é o modelo de produção que oferece o maior potencial de personalização. Na verdade, 400 cores de carroçaria estão disponíveis juntamente com muitas outras opções de personalização à disposição do cliente, permitindo a criação de um supercarro desportivo totalmente individual. 

Em matéria de sustentabilidade o Revuelto não fica apenas pela especificação técnica do híbrido plug-in, já que todas todas as tintas utilizadas são à base de água e não à base de solvente.

Para além disso, no interior a Lamborghini incluiu materiais de estofamento, cortados em máquinas de última geração, o que segundo a marca limita o desperdício ao máximo sem afetar os processos artesanais e bordados, produzidos de forma artesanal.

“O novo Revuelto é um marco na história da Lamborghini e um pilar importante na estratégia de eletrificação”, sublinhou Stephan Winkelmann, presidente e CEO da Lamborghini, na apresentação do novo modelo. “É um carro único e inovador, mas ao mesmo tempo fiel ao nosso DNA: o V12 é um símbolo icónico de nossa herança e história superdesportiva. O Revuelto nasceu para quebrar o padrão, combinando um novo motor de 12 cilindros com tecnologia híbrida, criando o equilíbrio perfeito entre disponibilizar a emoção que nossos clientes desejam com a necessidade de reduzir as emissões”.

Etiquetas:
Artigos Relacionados
Credibom