Red Bull nega infração do teto orçamental

Surgiram rumores em vésperas do GP de Singapura de Fórmula 1 acerca de uma possível brecha significativa do teto orçamental por parte da Red Bull – is...

Surgiram rumores em vésperas do GP de Singapura de Fórmula 1 acerca de uma possível brecha significativa do teto orçamental por parte da Red Bull – isto a uma semana de a FIA divulgar os seus certificados quanto às contas das equipas relativas a 2021.

Christian Horner, chefe de equipa da Red Bull, disse à Sky Sports F1 que a contabilidade da formação austríaca está dentro dos parâmetros, frisando que o processo decorre há vários meses junto da FIA: ‘Certamente não estamos a par de quaisquer infrações. As contas foram todas submetidas em março, pelo que é um longo processo com a FIA. Na próxima semana é quando declaram os certificados, certamente a nossa submissão estava abaixo do limite. Cabe à FIA seguir o processo dela, o que estão a fazer atualmente’.

A especulação aponta para cinco milhões de dólares gastos pela Red Bull para além do teto orçamental de 145 milhões de dólares – o que a Ferrari e a Mercedes estarão a considerar que pode valer até meio segundo por volta de rendimento. Da parte da Red Bull, Horner reiterou que está tudo em conformidade:

– Esta questão do teto orçamental para o ano passado e, claro, isso tem impacto em quem teve dinheiro extra para gastar este ano, mas é um conjunto de regras novo e muito complicado na forma como as regras são interpretadas e aplicadas, inevitavelmente vai ser falado entre as equipas. Tenho a certeza que à medida que os anos passam, as coisas ficarão arrumadas, mas estamos confiantes na nossa submissão. Vão existir sempre rumores. Ouvi falar de grandes infrações e tudo mais. Certamente não estou consciente disso’.

Etiquetas:
Artigos Relacionados