Rali da Água ao rubro; José Pedro Fontes no topo com 0,6s de avanço

Emoções fortes na penúltima ronda do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR). A amanhã deste sábado incluiu mais três classificativas e continua a não h...

Emoções fortes na penúltima ronda do Campeonato de Portugal de Ralis (CPR). A amanhã deste sábado incluiu mais três classificativas e continua a não haver um candidato claro ao triunfo. José Pedro Fontes leva apenas seis décimos de avanço no topo da prova.

O dia começou com a PEC 4 (CIM Alto Tâmega 1), na qual a Team Hyundai Portugal fez uma dobradinha com Ricardo Teodósio a ser 2,2s mais veloz do que o colega Bruno Magalhães. Este assumiu o comando do rali na frente de Fontes (Citroën Vodafone Team), detentor do terceiro registo na especial.

O troço de Carvalhelhos/Boticas foi o que se seguiu e Magalhães cimentou a sua liderança ao ser o mais veloz batendo Fontes por um segundo exato. Teodósio foi terceiro a 1,5s, com Bernardo Sousa (Citroën) em quarto. Armindo Araújo (The Racing Factory/Skoda) fez apenas o quinto tempo, mas mesmo assim continuou em quarto no rali.

A parte matinal do dia acabou em Boticas/Vidago com a PEC 6, na qual Fontes superou Magalhães por 2,9s e assim voltou ao topo do rali por apenas 0,6s. Teodósio voltou a reforçar o terceiro lugar com o mesmo tempo nesta especial, à frente de Araújo. O piloto de Santo Tirso, líder do campeonato, está a 9,6s do pódio. Pedro Meireles (Team Hyundai Portugal) é quinto na frente de Sousa, que tem sido uma presença sólida entre os cinco mais velozes e ainda pode ambicionar até o pódio.

Top dez da geral após a PEC 6:

Etiquetas:
Artigos Relacionados