Pietro Fittipaldi reconduzido como piloto de testes e de reserva da Haas

Sem grande surpresa, a Haas vai manter Pietro Fittipaldi como o seu piloto de testes e de reserva para a Fórmula 1. O brasileiro chegou à estrutura em 2019 e já «conhece os cantos à casa», tendo até disputado os dois últimos Grandes Prémios de 2020 no lugar do então lesionado Romain Grosjean.

Esta temporada, com 26 anos de idade, Fittipaldi irá não só ter este cargo na Haas acompanhando a equipa em vários GP de F1, como também irá disputar o Mundial de Resistência (WEC) além de estar em provas do IMSA SportsCar Championship – em ambos os casos na categoria LMP2.

Günther Steiner, chefe de equipa, justificou em comunicado a permanência do brasileiro: ‘Disse antes que a continuidade e a consistência são chaves para ter sucesso na Fórmula 1 e o Pietro manter-se com a equipa em 2023 faz-me acreditar que temos bases fortes. Na Fórmula 1 precisas de ser capaz de reagir dentro das mais pequenas margens a qualquer cenário e o Pietro tem provas dadas e está pronto para assumir a qualquer momento e estar ao volante e pilotar, como fez duas vezes em 2020. Na época passada participou nos testes de pré-temporada, em dois treinos livres e nos testes de pós-temporada no VF-22 e surpreendentemente, ao contrário de vários pilotos na grelha, disse que este carro se adequa ao estilo agressivo dele, o que é música para os meus ouvidos quando o tempo de pista é tão limitado. Ele é uma mais-valia para a nossa equipa, portanto estou ansioso por ver a continuidade dele connosco esta época’.

Etiquetas:
Artigos Relacionados