Opel inicia cooperação com universidade alemã para investigar tecnologias de iluminação

A Opel e a Universidade Técnica de Darmstadt (TU Darmstadt), na Alemanha, deram início a investigações conjuntas sobre novas tecnologias de il...

A Opel e a Universidade Técnica de Darmstadt (TU Darmstadt), na Alemanha, deram início a investigações conjuntas sobre novas tecnologias de iluminação.

A cooperação faz parte da rede global de investigação Stellantis com universidades de renome, que envolve atualmente 15 dos chamados 'OpenLabs' onde são adquiridos conhecimentos científicos para utilização em sistemas tecnológicos de futuras gerações de veículos.

A parceria estratégica com a TU Darmstadt, o primeiro Stellantis OpenLab na Alemanha, irá dar origem a uma nova era de tecnologias de iluminação.

“Os sistemas avançados de iluminação adaptativa fazem muito mais do que apenas iluminar a estrada de acordo com as condições predominantes”, sublinhou Uwe Hochgeschurtz, CEO da Opel. “Estão ligados a numerosos sistemas de assistência e tornam a condução mais segura e mais confortável. Juntamente com a TU Darmstadt, queremos desenvolver sistemas de iluminação totalmente novos e introduzi-los para o mercado. Estamos satisfeitos por trabalhar com os peritos em ciência e investigação da TU Darmstadt”, concluiu o CEO da Opel.

O trabalho de investigação no OpenLab da TU Darmstadt centra-se no desenvolvimento de sistemas de comunicação e assistência ao condutor, sistemas de faróis adaptativos, luzes traseiras, iluminação interior e fontes de luz em geral.

A investigação financiada incluirá um sistema de faróis inteligentes e autoadaptáveis e faróis traseiros que se adaptam de forma otimizada ao ambiente e às situações de trânsito, bem como a outros fatores de influência.

Os testes iniciais com um protótipo estão já agendados para o final do ano. “Queremos revolucionar a iluminação automóvel com esta tecnologia e acompanhar o desenvolvimento através de todas as fases, da investigação aos protótipos e testes, até ao produto final”, declarou Tran Quoc Khanh, Chefe do Departamento de Sistemas de Iluminação Adaptativa e Processamento Visual da TU Darmstadt.

Etiquetas:
Artigos Relacionados