Kalle Rovanperä imperou no sábado e está bem encaminhado para selar o título no Rali da Nova Zelândia

Kalle Rovanperä está bem encaminhado para a vitória no Rali da Nova Zelândia e para consumar finalmente o título no Mundial de Ralis (WRC). Fa...

Kalle Rovanperä está bem encaminhado para a vitória no Rali da Nova Zelândia e para consumar finalmente o título no Mundial de Ralis (WRC). Faltam quatro especiais para o fim e este sábado o líder do campeonato assumiu o controlo da prova.

O segundo dia de prova começou com a PEC 8 (Kaipara Hills 1), em que o regressado Craig Breen (M-Sport Ford) rubricou o melhor tempo 4,1s na frente de Kalle Rovanperä (Toyota). Ott Tänak (Hyundai) foi terceiro mas, apesar do quinto registo de Elfyn Evans (Toyota), não conseguiu tirar o britânico do comando.

Seguiu-se a PEC 9 (Puhoi 1), em que Rovanperä estabeleceu o melhor tempo 1,6s na frente de Breen, sendo Sébastien Ogier (Toyota) terceiro a 2,5s e Tänak quarto a 7,8s. Um pião custou muito tempo a Evans, que caiu para quarto lugar. Rovanperä tornou-se no novo líder do rali. A parte matinal fechou com a décima classificativa no troço de Komokoriki em que Breen liderou. Um incidente do seu colega Gus Greensmith obrigou ao cancelamento da especial, pelo que não existiram mudanças na classificação.

A parte da tarde (hora local) começou com a PEC 11 (Kaipara Hills 2), em que Rovanperä realizou o melhor tempo cinco segundos na frente de Ogier para cimentar a liderança. O gaulês subiu a segundo por troca com Tänak, que foi sexto. Evans teve um acidente que o afastou de prova quando era quarto na geral. No regresso a Puhoi, o cenário repetiu-se, com Rovanperä a ser mais veloz do que Ogier, mas desta feita Tänak minimizou os danos com o terceiro tempo. Takamoto Katsuta (Toyota), que lutava pelo top cinco do rali, sofreu um acidente que motivou o abandono.

O sábado concluiu com a PEC 13 (Komokoriki 2), em que Breen foi o melhor contra o cronómetro e bateu Rovanperä por 2,9s. Thierry Neuville (Hyundai) ficou em terceiro a 3,6s, seguindo-se Ogier e Oliver Solberg (Hyundai). Tänak foi apenas sexto. A quatro classificativas do fim, Rovanperä lidera com 29 segundos exatos de margem sobre Ogier, com Tänak em terceiro a 46,4s. Neuville é quarto já a 1m41,4s e Solberg está em quinto. Todos estes já têm penalizações de tempo averbadas.

O WRC2 Open e os Rally2 continuam a ser controlados por Hayden Paddon (Hyundai). Este sábado, o homem da casa só não ganhou uma das seis classificativas na sua categoria e tem já 2m04,7s de margem sobre Kajetan Kajetanowicz (Skoda). Em terceiro segue Shane van Gisbergen (Skoda) a 3m09,4s.

Top dez da geral após a PEC 13:

Etiquetas:
Artigos Relacionados