Conheça a tecnologia OpenR do novo Mégane E-Tech Eletric

O novo Mégane e-Tech Eletric está pronto para chegar ao mercado nacional, e o novo modelo 100% elétrico da Renault está dotado de um sofistica...

O novo Mégane e-Tech Eletric está pronto para chegar ao mercado nacional, e o novo modelo 100% elétrico da Renault está dotado de um sofisticado ecrã OpenR.

Este novo ecrã combina numa espécie de “L” invertido, o painel de instrumentos digital e o ecrã multimédia da consola central, numa tecnologia que estará disponível de série para este tipo de automóveis, oferecendo uma área de visualização inigualável com 321 cm² para o ecrã de 12,3 polegadas do painel de instrumentos (1920 x 720 pixels, em modo paisagem) e 453 cm² para o ecrã multimédia de 12 polegadas (1250 x 1562 pixels, em modo retrato). Isto garante que o conjunto da interface digital, a bordo, apresente um total de 774 cm², o que faz deste o maior ecrã que a Renault alguma vez montou num automóvel.

Este feito técnico complementa, a chegada da nova plataforma CMF-EV para automóveis elétricos, que permitiu aos engenheiros da marca francesa mover a unidade de ar condicionado para o compartimento do motor e assim libertar mais espaço na zona do cockpit.

Esta mudança, tornou possível reduzir a consola central e adotar o ecrã de formato contínuo. Para além disso, transferiram o comando da caixa e a interface do sistema Multi-Sense para o volante, melhorando a ergonomia e criando mais espaços de arrumação no compartimento entre os passageiros e a zona da consola central.

 

Contudo a Renault manteve os botões por baixo do ecrã central, e desta forma, os comandos mais importantes, como as configurações do ar condicionado, ainda usam uma interação “física”. Esta linha de botões cromados parece natural no cockpit. E evita os botões “falsos”, não utilizados sob a consola, que as gerações anteriores de automóveis possuíam frequentemente".

Tais como nos smartphones de última geração, o ecrã OpenR do novo Mégane E-Tech Electric é fabricado pela Continental, utilizando vidro do tipo Gorilla à base de aluminossilicato. Este é temperado, ultrarresistente aos choques e à prova de riscos e está dotado de um revestimento antirreflexo e anti manchas.

O painel TFT apresenta uma resolução HD 267 ppi (pixéis por polegada) e o acabamento combinam-se para produzir imagens cristalinas. O ecrã do painel de instrumentos também tem um revestimento antirreflexo e utiliza a tecnologia de micro-persianas (a mesma utilizada pelos ecrãs dos PC equipados com filtro de privacidade). Isto significa que a "pala" que normalmente protege os mostradores da luz solar já não é necessária.

Para além disso, o novo sistema de infoentretenimento conta com o sistema iVi (In-Veihcle Infotainment), desenvolvido pela LG Electronics, e que tem por base o sistema Android 10 e conta com a certificação da Google.

Desta forma, os utilizadores do Renault Mégane E-Tech passam a ter acesso, dentro dos seus carros, a várias aplicações da Google, como o Google Assistant, Google Maps e Google Play. No cado do Google Maps, esta aplicação foi otimizada para automóveis elétricos, incluindo, um planeador de rotas específico.

Este planeador pode, em tempo real, ter em conta dados do automóvel, informação meteorológica e outras variáveis para sugerir uma paragem numa dada estação de carga, dizer ao condutor qual será o nível de carga da bateria à chegada a essa mesma estação e dizer-lhe, até, quanto tempo demorará a carregar a bateria. Pode, por fim, estimar o nível de carga da bateria quando o automóvel chegar ao seu destino.
Para além disso, o software desenvolvido pela LG Electronics permite emparelhar os dois ecrãs do automóvel, para que o condutor possa, por exemplo, exibir os mapas da navegação no ecrã da instrumentação atrás do volante.

Etiquetas:
Artigos Relacionados