Christian Horner explicou ‘erro’ da Red Bull com o combustível de Max Verstappen

O sábado do GP de Singapura foi agridoce para a Red Bull – que viu Sergio Pérez ficar em segundo e Max Verstappen apenas em oitavo, tendo perdido a ch...

O sábado do GP de Singapura foi agridoce para a Red Bull – que viu Sergio Pérez ficar em segundo e Max Verstappen apenas em oitavo, tendo perdido a chance de lutar pela pole position quando foi forçado a abortar a sua última volta para não ficar com combustível a menos no monolugar.

Um erro assumido e explicado pelo chefe de equipa, Christian Horner, que falou à Sky Sports F1 do misto de sentimentos que esta qualificação em Marina Bay deixou:

– Um resultado fenomenal do Checo, o melhor rendimento dele aqui em Singapura, e uma enorme frustração com o Max. Ele estava numa volta em que, creio, estava um segundo e meio abaixo do que era o tempo da pole. Por isso, foi erro nosso. Basicamente, com a pista a secar assumimos que cinco voltas seria o máximo que podíamos fazer, e na verdade conseguimos ficar em posição na qual ganhámos uma sexta volta’.

O responsável prosseguiu: ‘O combustível ia ficar demasiado perto do limite e em vez de partirmos da via das boxes, escolhemos abortar a volta, que é obviamente uma decisão bastante frustrante para o Max, para toda a equipa. E é óbvio que o relega a oitavo, mas é melhor do que partir da via das boxes. Com o ritmo que tínhamos, tenho a certeza que ele consegue fazer um grande progresso a partir daí’.

Etiquetas:
Artigos Relacionados