Charles Leclerc liderou à chuva no FP3 encurtado do GP de Singapura

Charles Leclerc voltou a colocar a Ferrari no topo no GP de Singapura de Fórmula 1, agora no terceiro treino livre. A sessão foi condicionada pelas in...

Charles Leclerc voltou a colocar a Ferrari no topo no GP de Singapura de Fórmula 1, agora no terceiro treino livre. A sessão foi condicionada pelas invulgares condições de chuva, que raramente se viram desde que a prova se estreou no calendário em 2008.

Precisamente a chuva fez com que a primeira metade da sessão fosse passada sob neutralização. Por isso, os pilotos e as equipas tiveram apenas meia hora de trabalho, numa sessão que habitualmente não é muito útil na prova de Marina Bay considerando a faixa horária em que é realizada.

Pierre Gasly (AlphaTauri) foi o primeiro a sair para a pista e rodou bem acima dos dois minutos. A pista começou rapidamente a secar e os pilotos apostaram nos pneus intermédios, o que se refletiu na descida dos tempos. Max Verstappen (Red Bull) entrou em pista com cerca de 20 minutos em falta e superou Carlos Sainz (Ferrari) para chegar ao topo. Posteriormente, foi o primeiro a rodar abaixo dos dois minutos.

O holandês rodou em 1m58,899s nessa tentativa, mas Leclerc (Ferrari) faria ainda melhor: parou o cronómetro em 1m57,782s. Verstappen ainda se aproximou, mas ficou a distantes 0,526s. Sainz terminou em terceiro, ficando a 1,066s do topo. Fernando Alonso (Alpine) concluiu em quarto na frente de Sergio Pérez (Red Bull) – que abortou uma volta rápida perto do fim e ficou em quarto sendo o último a rodar em menos de 120 segundos.

Lance Stroll (Aston Martin) foi um surpreendente sexto classificado acima de Esteban Ocon (Alpine) e de Sebastian Vettel (Aston Martin), com o top dez fechado por George Russell (Mercedes) e Daniel Ricciardo (McLaren). Um pouco mais abaixo, Lewis Hamilton (Mercedes) acabou em 12.º, sendo o que menos voltas realizou – apenas sete.

Tempos:

Etiquetas:
Artigos Relacionados