Charles Leclerc de novo na pole position no GP de Singapura

Charles Leclerc obteve a pole position do GP de Singapura de Fórmula 1. A sessão começou com a pista molhada, mas secou para a Q3, que termino...

Charles Leclerc obteve a pole position do GP de Singapura de Fórmula 1. A sessão começou com a pista molhada, mas secou para a Q3, que terminou com uma espécie de anti-clímax quando Max Verstappen foi obrigado a abortar a sua última volta lançada.

O resumo da qualificação
A qualificação do GP de Singapura em Marina Bay começou com o piso húmido na Q1 e os pilotos munidos dos pneus intermédios. Numa fase inicial, lideraram os Mercedes de George Russell e de Lewis Hamilton, depois ultrapassados por Leclerc (Ferrari). Hamilton respondeu ao rodar no 1m54s para assumir a dianteira da tabela. Nessa altura, só Sebastian Vettel (Aston Martin) tinha um tempo averbado entre os pilotos em zona de eliminação.

A liderança de Hamilton não durou muito, uma vez que foi superado por Verstappen (Red Bull) por claros 0,294s. Quando todos os pilotos já tinham pelo menos uma volta cronometrada, estavam no «bottom 5» Nicholas Latifi (Williams), Valtteri Bottas (Alfa Romeo), Daniel Ricciardo (McLaren) e os Haas de Kevin Magnussen e Mick Schumacher. No entanto, nada estava decidido nesta fase – longe disso.

A seis minutos do término, Leclerc voltou a comandar. Quando Bottas passou para 14.º, Alexander Albon (Williams) caiu nos lugares de eliminação – o mesmo que aconteceu a Yuki Tsunoda (AlphaTauri) com a melhoria de Ricciardo, a Vettel e a Bottas quando Magnussen e Schumacher saíram do fundo da tabela. Nos minutos finais, Hamilton regressou ao topo da tabela, mas era a luta nos últimos lugares que mais importava.

Vettel e Schumacher salvaram-se com as suas últimas voltas, o que custou o apuramento a Bottas: este ficou em 16.º a 0,169s do 15.º, Lando Norris (McLaren). Ricciardo foi 17.º. Esteban Ocon (Alpine), Albon e Latifi também caíram na Q2, ficando por essa ordem entre as 18.ª e 20.º posições. No topo, Verstappen ainda conseguiu ficar na liderança.

A Q2 voltou a começar com os pilotos a usarem pneus intermédios. Depois das primeiras volta da generalidade dos pilotos, o comando estava na posse de Leclerc 0,380s na frente de Verstappen. Já nos lugares de eliminação estavam Russell, Tsunoda, Guanyu Zhou (Alfa Romeo), Carlos Sainz (Ferrari) e Schumacher.

Quando Sainz subiu ao quarto lugar, a zona de eliminação passou a ter também Magnussen. Nos últimos cinco minutos, começaram a surgir as apostas nos pneus slick. O risco foi corrido, primeiro, pelos pilotos da Aston Martin, Vettel e Lance Stroll. Ainda com pneus intermédios, Russell entrou no lote dos dez mais velozes, relegando Vettel a 11.º.

Gasly, Tsunoda e Magnussen conseguiram salvar-se da eliminação, ao contrário do que aconteceu com Russell, Stroll, Schumacher, Vettel e Zhou. Na frente, Leclerc consumou a liderança da Q2 com 0,348s de margem sobre Hamilton, sendo Verstappen terceiro a 0,380s.

Com a pista mais seca, só Tsunoda e Magnussen não começaram a Q3 de pneus macios – embora em alguns pontos os pneus intermédios ainda fossem mais rápidos nesta fase. Após as primeiras voltas lançadas era Hamilton a liderar, com Tsunoda em segundo a 2,088s – o nipónico era um dos que tinha pneus intermédios. Leclerc posicionou-se em terceiro e Verstappen em quarto.

Fernando Alonso (Alpine) chegou a liderar, mas rapidamente foi batido com as melhorias de tempos. A cinco minutos do término, Hamilton colocou-se na frente com 0,862s de margem face a Leclerc. Antes da última curva, Verstappen teve de abrandar para não colidir, mas mesmo assim conseguiu chegar ao segundo lugar ficando a 0,376s de Hamilton.

No último minuto, houve melhorias cruciais graças à secagem do asfalto. Leclerc chegou à liderança e depois abortou a última volta indo para as boxes. O mesmo fez Verstappen. Sergio Pérez (Red Bull) acaboiu em segundo a 22 milésimos de Leclerc, que obteve a pole position. Hamilton terminou em terceiro, seguindo-se Sainz e Alonso.

Lando Norris (McLaren) vai partir de sexto, sendo Gasly sétimo, Verstappen oitavo e Magnussen o nono. O top dez da grelha ficou completo por Tsunoda.

Resultados:

Etiquetas:
Artigos Relacionados