Alpine sem planos para nova troca de motor no monolugar de Fernando Alonso

A Alpine decidiu trocar para a quarta unidade motriz ao monolugar de Esteban Ocon no GP de Itália de Fórmula 1, para cumprir as sete últimas rondas da...

A Alpine decidiu trocar para a quarta unidade motriz ao monolugar de Esteban Ocon no GP de Itália de Fórmula 1, para cumprir as sete últimas rondas da temporada – o que valeu uma penalização. Do outro lado da garagem, Fernando Alonso já incorreu por duas vezes nesse tipo de situação até agora e a expectativa é que tal não se repita até ao fim.

Alan Permane, diretor desportivo da Alpine, começou por esclarecer citado no site planetf1.com o motivo pelo qual foi operada a mudança conjunto propulsor no A522 de Ocon – que foi sobretudo estratégica:

– O Fernando não precisou de um novo motor em Monza e pensámos que seria vantajoso estrategicamente para o Esteban ter o motor novo para o resto da época. É tudo. Foi uma mudança estratégica. É algo que nos ajudará nas próximas corridas’.

Quanto a Alonso, o responsável disse que não se vislumbra a necessidade de mais trocas de unidade motriz – embora não seja uma possibilidade fora de equação: ‘O Fernando não está curto de motores, embora não descarte uma mudança de unidade motriz para ele, mas neste momento não temos mais nenhuma planeada’.

Etiquetas:
Artigos Relacionados