Alexander Albon assegura que problemas do Williams estão identificados

A Williams não fez progressos tão grandes como desejaria com as novas regras da Fórmula 1. Ao cabo das 13 primeiras rondas, ocupa o último lugar do Mu...

A Williams não fez progressos tão grandes como desejaria com as novas regras da Fórmula 1. Ao cabo das 13 primeiras rondas, ocupa o último lugar do Mundial de Construtores com apenas três pontos – todos conquistados por Alexander Albon, que acredita que o potencial real do monolugar é maior e ainda não foi plenamente explorado.

Em declarações prestadas ao RacingNews365.com, o anglo-tailandês deixou bem claro que os problemas do FW43 são conhecidos, restando encontrar soluções para os mitigar: ‘Sabemos onde somos fracos e sabemos por que é que somos fracos, que é um dos principais passos para seguir em frente. Sabemos que o novo conjunto é um pouco mais sensível do que o anterior. Como podem ver, quando está na sua janela, é forte. Por isso, precisamos de perceber formas de ajudar a isso e obter essa consistência e tornar essa janela um pouco maior’.

Albon está confiante de que, quando tiver um Williams a funcionar numa gama mais ampla de condições, será possível estar na disputa pelos pontos de forma regular: ‘Penso que quando conseguirmos fazer isso podemos mesmo começar a lutar em todos os circuitos. Mas, por agora, estamos como que a depender de algumas pistas para lutar por pontos e, nas outras, estivemos como que a lutar um pouco’.

Etiquetas:
Artigos Relacionados