Agora, é de vez: controlo do porpoising avança a partir do GP da Bélgica de F1

A FIA determinou numa diretiva técnica antes do GP do Canadá de Fórmula 1 novos parâmetros de medição das oscilações aerodinâmicas dos monolugares – v...

A FIA determinou numa diretiva técnica antes do GP do Canadá de Fórmula 1 novos parâmetros de medição das oscilações aerodinâmicas dos monolugares – vulgo, porpoising. O documento já deveria ter entrado em vigor, mas só irá ter força a partir do GP da Bélgica pós-pausa de verão. E agora, não há mais recuos, sendo apenas necessária a formalização junto do Conselho Mundial FIA.

O Comité de Aconselhamento Técnico da F1 reuniu-se ontem para debater a diretiva técnica em causa. E, segundo um comunicado da FIA, citado pelo site planetf1.com, as medições começam a ter força regulamentar na Bélgica de 26 a 28 de agosto.

A nota esclareceu: ‘É responsabilidade e prerrogativa da FIA intervir para assuntos de segurança, e o motivo pelos quais os regulamentos permitem tais medições serem feitas é precisamente para permitir que sejam tomadas decisões sem influência da posição competitiva em que cada equipa possa estar’.

Ainda que reconheça uma aparente redução do porpoising nas corridas mais recentes, a entidade federativa também está consciente que as provas aconteceram em circuitos nos quais já se esperava que o fenómeno não fosse tão problemático – ao contrário do que acontece com rondas vindouras.
Ainda assim, o conjunto de ações agora tomada podem ter um caráter transitório, de acordo com a FIA: ‘As medidas de curto prazo colocadas em prática para 2022, começando em Spa, não são necessariamente consideradas a solução a longo termo para o problema’, pode ler-se.

Etiquetas:
Artigos Relacionados